Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Marcos Resende Amigos

Marcos Resende Amigos

Enio Mainardi - Acaso??!...

Ênio Mainardi 02.jpg

Índice Amigo ◦ Índice Geral

ACASO??!...

Um amigo médico veio tomar café comigo, em casa. Falávamos de acasos, de destino. E ele contou a seguinte história. Mas antes é preciso explicar que ele trabalha num hospital público. Certo dia ele passava por um corredor, lá, quando viu uma mulher chorando, encostada no balcão de atendimento. A mulher tentava explicar à atendente que não poderia esperar o ano que vem para fazer a consulta marcada com um oftalmologista, pois que estava ficando cega. Maior desespero, mas a atendente se fazia de surda. Condoído, ele, que é oftalmologista, resolveu ajudá-la. Levou-a ao seu consultório, fez os exames e o diagnóstico foi péssimo. Aquela senhora tinha uma doença raríssima, genética. Resolveu examinar o caso mais fundo e pediu que os filhos da mulher também viessem ao hospital para serem examinados. Não deu outra, a doença também estava instalada em seus filhos. Nesse meio tempo teve uma palestra lá no hospital, com uma tremenda catedrática em oftalmologia, autoridade mundial, uma americana famosa pelas suas pesquisas. Ele arriscou e foi falar com ela. A doutora deu-se ao trabalho de examinar as anotações dele... e ficou maravilhada. Sim, a quase-cega tinha exatamente a doença que era da sua especialidade — e não tinha encontrado outro caso assim em toda América Latina. Resultado: mandaram examinar toda a família da paciente, netos, irmãs, primos etc.. Estavam todos, em diferentes graus, afetados pela doença genética. A doutora então convidou meu amigo a se juntarem num trabalho-pesquisa para salvar aquela gente. Mandaram os exames aos Estado Unidos para análise. Uma esperança de cura. E meu amigo médico foi chamado a dividir as investigações científicas com a médica. Mais ainda, ele foi convidado a seguir os trabalhos na universidade americana. O caso certamente vai mexer com a carreira dele. Modestamente, ele terminou seu relato: “que sorte! foi tudo por puro acaso!...” Discordei. E disse: “amigo, acaso é o destino disfarçado. Você fez o bem e recolheu o bem.” Essa historinha não é uma fábula do La Fontaine, com um final moralista, que sempre recompensa a generosidade. O mundo nem sempre funciona assim. Mas que vale a pena tentar...vale.

  Índice Amigo ◦ Índice Geral

Amigos

  •  
  • Pesquisa:

     

    Marcos Resende